Entusiasmadas pelos saberes populares e a curiosidade latente, reunimos nosso mutuo interesse em prol de angariar repertório pessoal e profissional.

Encontramos nas conversa fiadas, nas histórias de família e em símbolos singelos: beleza. O que nos brilha aos olhos são os motivos e gestos genuínos, a sinceridade e a pureza do cotidiano. 

Dejá é sobre escuta, respeito e valorização do que é parte da nossas motivações inquietas em SER.






.

Isabella Siqueira

(Jambeiro, 1999) 

Artista visual, muralista e arte educadora. Desde pequena tem contato com a arte e com o artesanato autoral, tendo como principais referências, sua mãe professora de pintura e seu avô que foi um escultor autodidata valeparaibano. 

Seu trabalho traz principalmente narrativas que abordam o feminino em um recorte da mulher caipira, indígena e latina. Unindo a temática do pertencimento ao território a cultura popular. Utiliza como meio de linguagem  técnicas envoltas na pintura em tela, mural, xilogravura e arte têxtil. Tem  grande apreço pela educação não formal e informal.

Natane Espindola

(Joseense, 1996)

Estilista, artista e educadora Vale-paraibana. CoFundadora da Coletivo Gostaríamos de Explicar Muitos Atos, Criadora do ateliê homônimo compartilha da costura querençosa em aulas/oficinas em SJC e Sta. Branca, e através de produções autorais.

Encontra na linguagem mista os meios para expressar sua arte, subvertendo seus conhecimentos técnicos de sua trajetória no mundo têxtil e propondo um novo olhar para materiais convencionais do meio. Interessada em cenas corriqueiras e na estética popular, põe em pauta símbolos e signos genuínos do seu cotidiano - atual ou passado, como assunto de suas obras.

Juntas queremos percorrer caminhos que moram em nossas mais bonitas lembranças, algumas imaginárias e outras vindas de berço.